Viagem pela Europa
Viagem pela Europa
Viagem pela Europa
Viagem pela Europa
Viagem pela Europa

Dicas de Pilotagem!

Linguagem de Sinais

Alguns sinais básicos, utilizados por batedores e motociclistas militares, podem ser entendidos por todos. O sinal deve ser preferencialmente feito com a mão esquerda - que é a mais "livre" durante a pilotagem.

* Apontar com a mão esquerda para baixo ou para um objeto ou ponto no solo: buraco, lombada, óleo ou outro tipo de obstáculo: reduza a velocidade e procure desviar (se possível).

* A mão e o braço esticado sobem e descem sucessivamente: perigo, reduzir a velocidade.

* Mão e braço balançando para trás e para frente como um remo: o grupo está muito disperso, os mais atrás devem acelerar para se aproximar um pouco mais.

* Braço esquerdo apontado para a esquerda: atenção, reduzir para entrar à esquerda - o piloto deve sinalizar com o braço e acionar o pisca esquerdo em seguida.

* Braço esquerdo dobrado sobre o capacete com a mão apontando para a direita : atenção, reduzir para entrar à direita.

* Mão esquerda apontando para cima e realizando círculos no ar: atenção o grupo deve retornar - quando o grupo está parado, também pode significar acionar os motores para a partida.

* Não esquerda apontada para cima e espalmada: atenção, situação de emergência à frente, exigindo cautela e redução de velocidade.

* Apontar para o tanque de combustível e logo em seguida simular uma degola de garganta com a mão esquerda: a moto entrou na reserva de combustível, indicando que aquele piloto necessita parar assim que possível para abastecimento.

O Momento da Bobeira

Parece incrível, mas é verídico: boa parte dos acidentes de moto acontecem a menos de 10 minutos de distância do ponto de partida ou de chegada, devido a distrações na pilotagem. Em parte, isso se explica pela excitação no momento da partida ou um certo relaxamento já próximo ao destino. Portanto, dentro de um território conhecido.

Uma das melhores maneiras de se concentrar é estar plenamente ciente de que a viagem realmente já começou. Mesmo que as ruas e avenidas ainda sejam familiares, procure imaginá-las como se fossem de uma localidade distante, observando toda a movimentação à sua volta constantemente. Dê atenção especial aos cruzamentos e semáforos. Problemas pessoais ou assuntos pendentes de resolução devem ser esquecidos durante a pilotagem. Procure "desligar-se" desses pensamentos, concentrando-se no caminho que terá pela frente. Aproveite que você está fazendo o que gosta e esqueça os problemas.

Outras Dicas Importantes

Se necessário, leve mapas ou cópias de guias rodoviários com indicações de entroncamentos rodoviários e entradas e saídas das cidades desconhecidas. Procure decorá-los. Mas se precisar consultá-los durante a viagem, lembre-se de estacionar em local seguro. Geralmente, postos de gasolina ou da polícia rodoviária são locais apropriados para essas paradas e os funcionários poderão ajudar com informações.

Nos primeiros quilômetros, procure sentir as reações da moto em frenagens, curvas, acelerações, verificando se tudo funciona corretamente. Confira se a bagagem está bem acomodada e segura. Se alguma anormalidade for anotada, corrija antes de iniciar realmente a viagem. Não se arrisque a problemas na estrada.

As massas utilizadas nas extremidades do guidão, servem para aumentar a sensibilidade e o controle das oscilações e vibrações do guidão, beneficiando inclusive a maneabilidade da motocicleta.

A velocidade de cruzeiro ideal de uma motocicleta é entre 50 e 75% da sua velocidade real máxima.

Não ande em velocidade muito baixa, evitando muitos sustos e surpresas com os carros, porém não exagere, mantenha a velocidade compatível com seu conhecimento e experiência, procurando manter total segurança. Segurança sempre em primeiro lugar.

Mantenha o farol baixo sempre ligado, mesmo de dia, mas bem regulado, para não atrapalhar a visão dos outros veículos. Se for andar muito rápido, ligue o farol alto. Como a motocicleta é um veículo pequeno, isso ajudará os outros veículos a lhe notar no trânsito, aumentando a sua segurança.

Início da chuva é uma das horas de maior acidentes, pois a quantidade de água ainda não foi suficiente para lavar a pista e, ao se misturar com resíduos de óleo e poeira, forma-se uma "borra" muito escorregadia. NÃO FREIE BRUSCAMENTE NA CHUVA e nunca freie só com o freio dianteiro se estiver em piso escorregadio.

Em caso de pista molhada, utilize as marcas deixadas pelos pneus dos carros. Nessas marcas a quantidade de água no asfalto é menor e a aderência do pneu melhora.

Na chuva com a pista molhada, suspeita de areia ou óleo, ao fazer curvas evite deitar a moto. Saia levemente do banco, compensando a inclinação da moto. Cuidado com poças de água, pois podem esconder buracos ou pedras. Diminua a velocidade e evite passar sobre elas.

Quando o trânsito estiver parado, preste atenção nos pedestres que atravessam a pista fora da faixa de segurança.

Não fique muito perto de ônibus de turismo e interestadual, porque você pode virar o alvo da descarga dos banheiros.

Cuidado com a sujeira que se forma na margem da estrada. Pode-se escorregar ou levar pedrada de um veículo à sua frente que passa em cima da sujeira. Mantenha distância deles se estiver próximo à uma margem.

Em congestionamento, é essencial manter a prudência e a velocidade baixa, trafegando no máximo a 20 Km/h, pois com essa velocidade é possível ter reflexos mais rápidos para quaisquer imprevisto que possam surgir. No trânsito sobrecarregado redobre a atenção e diminua a velocidade, pois os automóveis podem mudar de faixa sem prévia sinalização.

A "confiança" pode levar a um acidente. Nunca deixe de estar atento ao pilotar sua motocicleta até chegar ao seu destino, mantendo sua postura e memorizando o trajeto a seguir.

Quem erra mais facilmente é aquele que acha que já sabe pilotar muito bem. Um pouco de medo sempre ajuda muito.

Sempre permaneça em local visível aos motoristas. Trafegar do lado esquerdo mantendo distância do automóvel a sua frente é ideal.

Ao trafegar por vias onde os veículos estão estacionados ou ônibus parados no ponto, diminua a velocidade prestando muita atenção, pois pedestres podem aparecer inesperadamente para atravessar a rua.

Nunca se envolva em discussões no trânsito, mesmo se você estiver 101% com a razão. Já aconteceu de pilotos pararem o outro veículo para reclamar da forma de dirigir perigosa do motorista e esse sair do carro com arma na mão.

O capacete é um equipamento de uso obrigatório e muito importante para a sua segurança. Use sempre cores claras e nunca deixe de prendê-lo. Capacete aberto é só para praia, andando a menos de 60 km/h.

A motocicleta sempre deve estar em boas condições para trafegar,preste atenção na parte elétrica, mecânica e pneus. Faça uma inspeção periódica toda vez que for sair com sua motocicleta (óleo, calibragem, lubrificação da corrente, etc.

Quando for sair de moto, tenha responsabilidade e se for levar alguém em sua garupa tenha o dobro de atenção, pois a vida da outra pessoa está em suas mãos!

Ao se deparar com um obstáculo (como buraco ou lombadas) em alta velocidade, procure frear até próximo do mesmo, mas transponha o obstáculo com os freios soltos, deixando para frear novamente após o obstáculo. O impacto de obstáculos com as rodas presas é maior.

Alguns motoristas geralmente dão passagem às motos grandes. Sempre agradeça o gesto dando uma leve buzinada.

Quando cruzar com outros grupos ou companheiros de estrada, cumprimente-os, isso é importante!

UMA BOA VIAJEM!

Texto de domínio público enviado pelo companheiro Sandro, de S. José dos Campos